quarta-feira, 23 de novembro de 2022

Prédio desaba em pleno centro da Capitaal da Graviola.

     Hoje 23, por volta das 12:30min um prédio comercial desabou em pleno centro de Wenceslau Guimarães. 

Há exatos 11 meses o município no sul baiano teve situação de emergência decretada em nível municipal e estadual em virtude de enchente.

    Tudo foi registro por populares que ao verificar que a estrutura apresentava estalos deixaram o prédio em que funcionava uma farmácia, acompanhe:

**vídeo gravado por populares



**vídeo gravado por populares


domingo, 30 de outubro de 2022

LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA É ELEITO PRESIDENTE DA REPÚBLICA PELA TERCEIRA VEZ

 
Luiz Inácio Lula da Silva (PT) é o novo presidente da República. Na eleição mais disputada da história do país desde a redemocratização, o petista derrotou Jair Bolsonaro por uma diferença de cerca de 1,5 ponto de diferença, uma diferença de aproximadamente 2 milhões de votos. A apuração ainda não foi concluída. Mas com 98,7% ele não pode mais ser alcançado.

Três dias depois de completar 77 anos, o pernambucano radicado em São Paulo desde a infância é o primeiro brasileiro a se eleger presidente da República pela terceira vez. Depois de dois mandatos consecutivos, entre 2003 e 2010, o líder do Partido dos Trabalhadores renasceu das cinzas após passar 580 dias preso na carceragem da Polícia Federal, em Curitiba (PR), condenado em duas instâncias em processos da Operação Lava Jato.

O ex-presidente foi solto em novembro de 2019, depois que o Supremo Tribunal Federal passou a considerar a prisão em segunda instância inconstitucional. Em seguida, o Supremo anulou as condenações contra ele, após constatar diversas irregularidades no curso do processo conduzido pelo então juiz Sergio Moro na Lava Jato. Está hoje livre de pendências na Justiça. Herdará um país com cenário bastante diferente daquele que recebeu em janeiro de 2003. Um Brasil dividido e mais hostil ao seu grupo político, após quatro anos de governo Bolsonaro.



(Foto: Reprodução)


Josuel, Lauro de Freitas - BAHIA




Fonte:  uol

___________________________________________________________

#wgnamiranoticia #wgnamiranew

#wgnamiranoticias #wgnamira

#wenceslauguimaraesba #WenceslauGuimaraes

#Noticias

@WG NA MIRA

Saiba mais, clique! ⬇

Apuração dos votos eleições 2022 em tempo real

94,10% das seções totalizadas
(Horário local)
Última atualização 30/10/2022 19:20:38

Presidente 

Ver lista completa
  • 50,63%
    56.568.822 votos
    PT – 13
    LULA
  • 49,37%
    55.151.283 votos
    PL – 22
    JAIR BOLSONARO
Fonte: TSE
_______________________
____________________________________
#wgnamiranoticia #wgnamiranew
#wgnamiranoticias #wgnamira
#wenceslauguimaraesba #WenceslauGuimaraes
#Noticias
@WG NA MIRA
Saiba mais, clique! ⬇











quarta-feira, 19 de outubro de 2022

Carta de Lula a evangélicos faz compromisso com liberdade de culto




Depois de forte pressão de aliados, o candidato do PT à Presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva, fará nesta quarta-feira, 19 a leitura da carta ao povo evangélico, como antecipou o Broadcast Político na tarde desta terça-feira, 18, e vai reafirmar o compromisso, se eleito, com a liberdade de culto no País. O texto, obtido pela reportagem, diz que os evangélicos são bem-vindos para participar do Executivo e retoma os acenos de Lula ao segmento enquanto foi presidente, como a sanção da Lei da Liberdade Religiosa.
A leitura da carta aos evangélicos será feita em evento com pastores em um hotel na zona sul de São Paulo. Participam do encontro os deputados federais eleitos Pastor Henrique Vieira (PSOL-RJ) e Marina Silva (Rede-AP), além de lideranças petistas. "Posso lhes assegurar, portanto, que meu Governo não adotará quaisquer atitudes que firam a liberdade de Culto e de Pregação ou criem obstáculos ao livre funcionamento dos Templos", afirma o documento. "É bem-vinda a participação de Evangélicos nas diversas formas de participação social no Governo, como Conselhos Setoriais e Conferências Públicas", acrescenta, sem compromisso com a participação em ministérios, por exemplo.

Na carta, Lula se compromete a jamais utilizar os símbolos da fé para fins políticos-eleitorais, em uma crítica indireta ao presidente e candidato à reeleição Jair Bolsonaro, e ainda reitera ter a família como um valor central na sua vida. "Lar e a orientação dos pais são fundamentais na educação de seus filhos", afirma o petista. "Para mim, a vida é sagrada, obra das mãos do Criador", segue.

Veja a carta aos evangélicos na íntegra:

"Meus Amigos e Minhas Amigas, nesta reta final do segundo turno, decidi escrever esta Carta Pública ao Povo Evangélico. A grande maioria dos brasileiros e brasileiras que viveram os oito anos em que fui Presidente da República, sabe que mantive o mais absoluto respeito pelas liberdades coletivas e individuais, particularmente pela Liberdade Religiosa. Como todos devem se lembrar, no período de meu governo, tivemos a honra de assinar leis e decretos que reforçaram a plena liberdade religiosa. Destaco a Reforma do Código Civil assegurando a Liberdade Religiosa no Brasil, o Decreto que criou o dia dedicado à Marcha para Jesus e ainda o Dia Nacional dos Evangélicos.

Mantenho o mesmo respeito e o mesmo compromisso que me motivou a apoiar essas conquistas do povo evangélico. E o nosso Povo sabe também que cuidei, com especial carinho, dos mais pobres e injustiçados e assim, sob as Bênçãos de Deus, meu governo contribuiu para melhorar a vida de milhões de famílias brasileiras. Sempre penso, neste sentido, no trecho bíblico que diz: "a verdadeira religião é cuidar dos órfãos e das viúvas em suas dificuldades..." (Tiago, 1,27) Vivemos, entretanto, um período em que mentiras passaram a ser usadas intensamente com o objetivo de provocar medo nas pessoas de boa fé, e afastá-las do apoio a uma Candidatura que justamente mais as defende.


Por isso senti a necessidade de reafirmar meu compromisso com a liberdade de culto e de religião em nosso País. Todos sabem que nunca houve qualquer risco ao funcionamento das Igrejas enquanto fui Presidente. Pelo contrário! Com a prosperidade que ajudamos a construir, foi no nosso Governo que as Igrejas mais cresceram, principalmente as Evangélicas, sem qualquer impedimento e até tiveram condições de enviar missionários para outros países. Não há por que acreditar que agora seria diferente. Posso lhes assegurar, portanto, que meu Governo não adotará quaisquer atitudes que firam a liberdade de Culto e de Pregação ou criem obstáculos ao livre funcionamento dos Templos.

Envio-lhes esta mensagem, portanto, em respeito à Verdade e ao apreço que tenho a esse Povo crente no Verdadeiro Deus da Misericórdia e a seus dedicados pastores e pastoras. Se Deus e o povo brasileiro permitirem que eu seja eleito, além de manter esses direitos, vou estimular sempre mais a parceria com as Igrejas no cuidado com a vida das pessoas e famílias brasileiras. Sei muito bem que em todas as regiões do Brasil há Igrejas com Irmãos e Irmãs que trabalham ativamente nas suas comunidades com a propagação do Evangelho e com o cuidado do povo, dedicando-se a tornar mais leve os fardos espiritual e social de milhões de pessoas. Declaro meu respeito e minha admiração pela fé, dedicação e amor com que os evangélicos realizam sua missão, seja na área da difusão do evangelho, seja na área da assistência social, proteção da infância, da juventude, das mulheres, dos idosos e das pessoas com deficiência. Da mesma forma é bem-vinda a participação de Evangélicos nas diversas formas de participação social no Governo, como Conselhos Setoriais e Conferências Públicas.


Em meio a este triste escândalo do uso da Fé para fins eleitorais, assumo com vocês este compromisso: meu Governo jamais vai usar símbolos de sua Fé para fins político-partidários, respeitando as leis e as tradições que separam o Estado da Igreja, para que não haja interferência política na prática da Fé. Esse é um ensinamento que a própria Bíblia nos dá: andar pelo caminho da Paz com todos. Jesus nos mostra que a casa dividida não prospera. A religião é para ser respeitada e vivida de acordo com a livre escolha de cada pessoa.

Portanto, a tentativa de uso político da fé para dividir os brasileiros não ajuda ninguém, nem ao Estado, nem às igrejas, porque afasta as Pessoas da mensagem do Evangelho. Jesus Cristo nos ensinou Liberdade e paz, respeito e união, disso precisamos. E os cristãos evangélicos têm dado mostras, ao longo da História, de seu compromisso com a paz, seguindo o que Jesus ensinou: "Dai a César o que é de César, dai a Deus o que é de Deus" (Mateus, 22,21).

Outro compromisso que assumo: fortalecer as famílias para que os nossos jovens sejam mantidos longe das drogas. Nós queremos nossa Juventude na escola, na iniciação profissional, realizando atividades esportivas e culturais para que tenham mais oportunidades e exerçam cidadania de forma produtiva, saudável e plena. O respeito à família sempre foi um valor central na minha vida, que se reflete no profundo amor que dedico à minha esposa, aos meus filhos e netos. Por isso compreendo o lugar central que a família ocupa na fé cristã. Também entendo que o lar e a orientação dos pais são fundamentais na educação de seus filhos, cabendo à escola apoiá-los dialogando e respeitando os valores das famílias, em a interferência do Estado. A preocupação com as Famílias Brasileiras deve ser integral.

O povo brasileiro está numa condição de desespero, e precisaremos muito da ajuda das Igrejas para, o quanto antes, reverter esta situação. De nada adianta se dizer defensor da Família e ao mesmo tempo destruí-las pela miséria, pelo desemprego, pelo corte das políticas sociais e de moradia popular. Queremos dar às famílias, prosperidade e segurança. O Lar é a garantia de proteção. É inaceitável que milhões de brasileiros e brasileiras não tenham um teto. Por isso, vamos retomar o vitorioso programa Minha Casa Minha Vida, com toda intensidade, para que todas as Famílias brasileiras tenham uma casa onde possam viver com segurança e dignidade.

Nosso governo implementará políticas públicas consistentes para que nenhuma família brasileira enfrente o flagelo da fome. Sobretudo, não pouparei esforços para que possam adquirir os necessários e suficientes meios, para viver dignamente por seu trabalho, sem ter que depender da ajuda do Estado. Nosso Projeto de Governo tem compromisso com a Vida plena em todas as suas fases. Para mim a vida é sagrada, obra das mãos do Criador e meu compromisso sempre foi e será com sua proteção. Sou pessoalmente contra o aborto e lembro a todos e todas que este não é um tema a ser decidido pelo Presidente da República e sim pelo Congresso Nacional.

Meus Queridos e Minhas Queridas, peço que recebam essas palavras como uma demonstração de meu desejo sincero de servir, de ajudar e trabalhar pelo bem de nosso país. E estejam certos de minha estima e meu compromisso com todo o povo cristão de nosso país. Reitero meu compromisso, que é o mesmo de vocês: paz, união e fraternidade entre todos os brasileiros e brasileiras. Com as bênçãos de Deus, haveremos de honrar nossa dupla condição, de cidadãos e cristãos, pois não há contradição entre elas quando o propósito é servir, buscando a paz e o entendimento. E digo tudo isso com muito amor pelo nosso querido Brasil e pelo Povo Brasileiro: "Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos: se tiverdes Amor uns pelos outros!" (João,13,35).

JUNTOS PELO BRASIL!

Luiz Inácio Lula da Silva

São Paulo, 19 de outubro de 2022.

 




(Foto: Reprodução)

Josuel, Lauro de Freitas - BAHIA


sexta-feira, 26 de agosto de 2022

Confira destaques da entrevista de Lula à sabatina do Jornal Nacional



Petista respondeu questionamentos sobre corrupção, lista tríplice da PGR, economia, relacionamento com Congresso, relação com agronegócio e militância política do PT e polarização
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi o entrevistado da sabatina do Jornal Nacional, da TV Globo, nesta quinta-feira (26). O petista respondeu os questionamentos sobre corrupção, a lista tríplice da Procuradoria-Geral da República, economia, o relacionamento com o Congresso, sua relação com o agronegócio e a militância política do PT e a polarização.

O jornalista William Bonner começou a entrevista recordando que o Supremo Tribunal Federal (STF) anulou a condenação do caso do triplex e outras ações contra o ex-presidente, finalizando que “portanto, o candidato não deve nada à Justiça”. Logo após, o apresentou mencionou os casos de corrupção envolvendo a Petrobras durante o mandato de Lula e questionou como o candidato vai convencer os eleitores de que esse tipo de escândalo não vai se repetir.

“Primeiro, a corrupção, ela só aparece quando você permite que ela seja investigada. Eu queria começar dizendo para você uma coisa muito séria, foi no meu governo que a gente criou o Portal da Transparência, que a gente colocou a CGU para fiscalizar, que a gente criou a lei de Acesso à Informação, a gente criou a lei anticorrupção, a lei contra o crime organizado, a lei contra a lavagem de dinheiro. A AGU entrou no combate à corrupção. Criamos o Coaf para cuidar de movimentações financeiras atípicas, e colocamos o Cade para combater os cartéis", respondeu o candidato, afirmando ainda que em seus mandatos, Ministério Público e a Polícia Federal eram independentes.

Tríplice da Procuradoria-Geral da República

A jornalista Renata Vasconcelos perguntou ao ex-presidente a razão dele não citar como será sua postura, caso seja eleito, com relação à escolha da tríplice da PGR. O petista respondeu, então, que primeiro é necessário ganhar as eleições e que prometer algo antes de ganhar pode levar a erros.

“Não quero procurador leal a mim. O procurador tem que ser leal ao povo brasileiro. Ele tem que ser leal à instituição. Agora, pode ficar certa de que se eu ganhar as eleições, antes da posse, eu vou ter várias reuniões com o Ministério Público para discutir os critérios que eu acho que é importante para eles e para o Brasil”, concluiu.

Economia

Logo após, Bonner perguntou o candidato sobre como ele irá recuperar o equilíbrio das contas públicas. Lula então recordou a queda da inflação e da dívida pública em seu primeiro mandato.

“Eu digo sempre, Bonner, que tem três palavras mágicas para governar o país. Três. A primeira delas é credibilidade. A segunda delas é previsibilidade. E a terceira é estabilidade. Você tem que garantir. Primeiro que, quando você falar, as pessoas acreditam no que você fala. Quando você fala na previsibilidade, é porque ninguém pode ser pego de surpresa dormindo com mudança do governo. E a estabilidade é para você convencer, o governo cumprindo com sua tarefa, que os empresários privados do Brasil e os empresários estrangeiros, tenham condições e saibam que tem estabilidade para fazer investimento aqui dentro”, afirmou.

Em outro momento da sabatina, William Bonner disse que o candidato havia deixado claro que faria uma gestão na economia diferente da que foi feita. O petista, então, respondeu que pretende fazer uma gestão de acordo com aquilo que foi construído por ele nos mandatos anteriores.

“Eu, hoje, tenho dez partidos junto comigo e ainda tenho a experiência do ex-governador Alckmin comigo. Muita gente pensava, uns anos atrás, que era impossível Lula se juntar com Alckmin, e eu me juntei para dar uma demonstração para a sociedade brasileira que política não tem que ter ódio, política, sabe, é a coisa mais extraordinária para você estabelecer convivência entre os contrários" disse o petista.

Considerações finais

Após os 40 minutos da sabatina, Lula fez suas considerações finais.

“Eu queria dizer ao povo brasileiro que nós já provamos que é possível cuidar do povo brasileiro. Eu não gosto de utilizar a palavra governar, eu gosto de utilizar a palavra cuidar. Ou seja, tentar colocar o pobre no orçamento do país, tentar fazer com que as pessoas possam chegar à universidade, e vocês sabem que eu tenho orgulho de ter passado para a história como o presidente que mais fez universidades, que mais fez escola técnica. Nós pegamos o Brasil com 3,5 milhões de estudantes universitários e deixamos com 8 milhões. Ou seja, esse país é um país do futuro que nós precisamos construir”, finalizou o candidato.



quarta-feira, 20 de julho de 2022

Cantor Amado Batista deixa show em Wenceslau Guimarães

O cantor Amado Batista abandonou o o palco no aniversário de Wenceslau Guimarães, amado reclamava da sonorização, momentos antes o cantor também sinalizou que iria parar o show por conta da iluminação.
O evento comemorava os 60 anos de emancipação política e administrativa do município de Wenceslau Guimarães-BA, Amado não trouxe seu técnico em sonorização nem de iluminação. Outras atrações se apresentaram como: Jaldo Rodrigues, Jeff Torres, Netinho e Kaique Lima não tiveram o mesmo problema.

A prefeitura municipal de Wenceslau emitiu uma nota repudiando a ação de amado batista, confira: “A Prefeitura de Wenceslau Guimarães vem a público demonstrar repúdio pela atitude desrespeitosa por parte do cantor Amado Batista, que na noite desta segunda-feira (18), véspera do aniversário da cidade, não concluiu seu show para o qual foi contratado." 

A nota ainda disse que “ o cantor Amado Batista abriu mão do seu técnico de som” e completou: “Amado Batista não mostrou consideração e empatia para com o público presente, fãs de toda a região, que lotaram a praça Nair Lopes Jenkins para vê-lo."

A Rede Rio Das Almas transmitia ao vivo o evento, Amado reclamou da iluminação e minutos após saiu do palco.

sábado, 16 de julho de 2022

Pimeiro bate e depois quer consolar, diz irmã de petista sobre telefonema de Bolsonaro

Luziana de Arruda reprovou declarações do presidente e do vice, Hamilton Mourão sobre a morte do irmão.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Uma das irmãs de Marcelo de Arruda, petista assassinado em Foz do Iguaçu, criticou nesta quarta-feira (13) o uso político do vídeo de seus irmãos conversando com Jair Bolsonaro (PL) e disse que o presidente só se compadeceu da vítima após ter dado declarações nas quais minimizava o caso.
 
Luziana de Arruda reprovou declarações do presidente e do vice, Hamilton Mourão, e disse que eles resolveram consolar a família devido às proporções que o caso tomou.

"[O vídeo da conversa com os irmãos] foi usado para cunho político, quando as declarações do senhor presidente da República e do seu vice não foram as declarações legais", disse.

Marcelo foi assassinado a tiros pelo policial penal bolsonarista Jorge José da Rocha Guaranho após ele invadir sua festa de aniversário com temática do PT. Jorge também foi baleado e está internado em estado grave.

Bolsonaro criticou a violência de "petistas" que chutaram a cabeça de Jorge, após a troca de tiros com Marcelo. Ferido, no chão, o atirador foi alvo de chutes de convidados que estavam na festa do militante do PT.

O presidente disse ainda esperar a conclusão da investigação "para a gente ver que teve problema lá fora, onde o cara que morreu, que estava lá na festa, jogou pedra no vidro daquele cara que estava com o carro do lado de fora". "Depois, ele voltou e começou o tiroteio lá e morreu o aniversariante."

Mourão minimizou o caso ao falar que ocorre "todo final de semana", com "gente que provavelmente bebe e aí extravasa as coisas".

Sobre isso, a irmã de Marcelo disse: "De repente eles resolvem se compadecer da nossa família, resolvem querer nos ouvir. Acho que ele [Bolsonaro] viu que a coisa tomou proporção gigantesca e resolveu voltar atrás das palavras".

"Depois que bate ele resolve consolar. A mesma mão que pune é a mesma mão que afaga?"

Luziana também criticou o modo como o vídeo do telefonema foi divulgado. "Para nós foi um choque o que aconteceu e ver daquele jeito a divulgação do vídeo", disse.

Luziana, 44, é a caçula dos sete irmãos e era bastante próxima a Marcelo. Ela disse que ainda não conversou com os irmãos sobre o episódio.

A ligação por vídeo foi feita pelo deputado bolsonarista Otoni de Paula (MDB-RJ), que esteve na casa de um dos irmãos de Marcelo, com o aval de Bolsonaro, para intermediar a conversa. Segundo ele, o presidente conversou com dois irmãos do petista assassinado: José e Luiz de Arruda.

Luiz disse à reportagem nesta quarta que a família ainda não tomou nenhuma decisão sobre o convite de Bolsonaro para visitar o Palácio do Planalto na quinta (14) e participar de uma entrevista coletiva.

A reportagem apurou que entre parte dos familiares esse pedido sofre muita resistência. Segundo relatos ouvidos pela Folha de S.Paulo, a viúva de Marcelo, Pâmela Suellen Silva, também tem resistência e disse que só participaria se fosse em uma coletiva aberta, onde ela pudesse falar livremente.

Ela disse ter ficado surpresa com o telefonema do presidente aos irmãos de Marcelo, que não estavam na festa. "Absurdo, eu não sabia", afirmou ao UOL.

Ao Globo ela disse que Bolsonaro está usando a situação politicamente. "Acredito que Bolsonaro está preocupado com a repercussão política, porque, tanto no vídeo que fez no cercadinho como no que conversa com os irmãos do Marcelo, Bolsonaro diz que estão tentando colocar a culpa nele."

A reportagem tentou contato diversas vezes com Pâmela, sem resultado.

O filho mais velho de Marcelo afirmou à Folha de S.Paulo que o vídeo da conversa de seus tios com o presidente Bolsonaro está sendo usado sem autorização para uma possível campanha.

Leonardo de Arruda, 26, criticou o uso político do material. "Gravaram, publicaram sem autorização da minha família, estão usando a imagem da nossa família para uma possível campanha. Não basta o que fizeram com meu pai e estão usando o nome da minha família", disse.

Para ele, a culpabilização de seu pai tem incomodado bastante. "O ódio não está em mim, na nossa família. A gente estava comemorando, não foi a gente que procurou isso. Não foi a gente que matou. A gente não odeia ninguém."

Leonardo afirma que um dos seus tios, inclusive, cobrou que parte da imprensa se retratasse por essa postura. "Meu tio pediu retratação pública, pedindo para a imprensa que está colocando meu pai como causador de tudo, para dizer que ele foi a vítima de um assassino extremista."

O rapaz não citou Bolsonaro diretamente, mas o presidente criticou a violência de "petistas" que chutaram a cabeça de Jorge, após a troca de tiros com Marcelo. Ferido, no chão, o atirador foi alvo de chutes de convidados que estavam na festa do militante do PT. Jorge permanece internado.


(Foto: reprodução)

João Oliveira, Wenceslau Guimarães - Bahia


Fonte: notíciasaominuto.com.br

segunda-feira, 23 de maio de 2022

Vem aí a nova TV na grande Wenceslau Guimarães

Até o presente momento as informações que estão sendo repassadas, é que a TV será instalada na cidade com o nome de Rio das almas. As informações são de fontes seguras, em breve mais informações.

terça-feira, 28 de dezembro de 2021

DEPOIS DAS ÁGUAS CEDEREM É HORA DE CONTABILIZAR OS PREJUIZOS

Foto:Reprodução/redes sociais


 O Municpio de Wenceslau Guimarães deu inicio hoje a uma etapa de recuperção. As águas doRio  das Almas e Rio Preto ambos os rios que banham o municipio baiano e causam diversos alagamentos, demolição de residencias e deixando várias pessoas desabrigadas e desalojadas, algo similar ocorrido na Capital da Graviola é datado apenas no ano de 1982, ou seja há exatos 39 anos. Ainda não é possivel mensurar os prejuízos tanto financeiros quanto psicologicos causados às pessoas que, para salvar suas vidas muitas sairam apenas com as roupas do corpo.

Foto: reprodução /redes sociais


Na comunidade quilombolo do Rio Preto, mais precisamente conhecido como "buraco gostoso" a devastação foi dantesca. Em conversa com o prefeito municipal Carlos Alberto esse informou que contou já devastadas 17 casas, não considerando-se as que deverão ser condenadas. Toda equipe gobernamental esteve e está mobilizada para atender as pessoas desabrigadas e desalojadas, com cobertores, roupas e alimento.

A igreja Católica deu inicio em parceria com o Governo municipal a uma campanha de doações:


Inúmeras pessoas tiveram papel decisivo do resgate as vítimas quando essas ainda estavam ilhadas em suas casas: Emerson (Bebeto), Edemerson e muitos outos anônimos.

Emerson e Laércio





Estados mantém vacinação contra gripe Influenza


Foto:Reprodução/Agência Brasil


A epidemia de gripe que se alastrou por alguns estados do país provocou a corrida da população para tomar a vacina contra o vírus Influenza. Diante da grande procura, secretarias estaduais buscam ampliar neste fim de ano a imunização de pessoas que não participaram da campanha de vacinação, que foi iniciada no começo de 2021.

No entanto, as vacinas disponíveis não protegem contra a gripe H3N2, nova cepa responsável pelos casos registrados. O Instituto Butantan, responsável pelas vacinas contra a gripe, deve iniciar a produção de vacinas atualizadas contra a nova variante a partir de janeiro.

Em São Paulo, a campanha para quem não tomou a vacina contra a Influenza em 2021 foi ampliada hoje (28). Crianças maiores de seis meses e todas as demais faixas etárias podem procurar os pontos de vacinação da cidade. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, não há necessidade de intervalo de aplicação entre a dose do imunizante contra a gripe e a vacina contra a covid-19.

No Rio de Janeiro, onde os primeiros casos de Influenza H3N2 foram registrados, a vacinação está disponível nas clínicas da família e nos centros municipais de saúde. Segundo a Secretária de Saúde, houve 40% de redução nos atendimentos de pacientes com síndrome gripal nas Unidades de Pronto Atendimento (UPA) nas últimas duas semanas.

No Rio Grande do Sul, a vacinação segue disponível nos municípios para todos as pessoas acima de seis meses de idade. No estado, a meta de vacinação não foi atingida neste ano. Cerca de 79% do grupo de pessoas de risco (idosos, comorbidades, gestantes e crianças) foram vacinadas.

Em Salvador, a vacinação contra a gripe está disponível somente para aplicação da dose complementar em crianças que nunca tomaram o imunizante contra a Influenza ou foram vacinadas pela primeira vez em 2021.

A campanha de imunização contra a gripe foi lançada em março pelo Ministério da Saúde e deveria durar até julho. Inicialmente, seriam vacinados somente as pessoas de grupo prioritário, mas diante da baixa procura da população, a campanha foi estendida para todas as faixas etárias.

**Por Agência Brasil- conteúdo

segunda-feira, 27 de dezembro de 2021

WENCESLAU GUIMARÃES EM SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA




Foto: Arquivo/WG na mira

 

Wenceslau Guimarães além de inúneros outros municípios baianos foram atingidos por fortes chuvas nos ultimos dois dias. A Capital da Graviola está com seu centro completamente inundado, o que provocou a perda de muitos produtos nos comércios. As águas do Rio das Almas tomaram além do centro outros bairros como as casas populares. Diversos moradores perderam tudo e estão abrigados em igrejas e colégios.

O Governado Rui Costa esteve sobrevoando as cidades de Itajuipe e Itabuna e relatou que a situação é inédita na Bahia.



"Acabei de receber novo levantamento e temos, neste momento, 37 cidades fortemente antingidas pelas chuvas. Visitei Itabuna e Itajuípe e as imagens são muito fortes. Na história recente da Bahia, não lembro de trajédia tão grande. Vamos seguir trabalhando e cuidado das pessoas", informou o chefe do executivo bahiano.


**Da redação - José Carlos Oliveira

quinta-feira, 23 de dezembro de 2021

Salário mínimo de R$ 1.210 é aprovado para 2022


O valor representa um aumento de 10% em relação ao salário mínimo de 2021, não garante alta real e ainda pode mudar, dependendo dos rumos da inflação. Entenda.

Congresso aprova salário mínimo de R$ 1.210 para 2022. O valor representa um aumento de 10% em relação ao salário mínimo de 2021, não garante alta real e ainda pode mudar, dependendo dos rumos da inflação.

O novo valor do salário mínimo para 2022 foi aprovado pelo Congresso na noite de terça, dia 21 de dezembro, junto com o Orçamento para o ano de 2022. O mínimo ficará em R$ 1.210 para o próximo ano. O valor representa um aumento de 10% em relação ao salário de 2021. 

Este é o maior reajuste desde 2016, quando o aumento foi de 11,6%. Essa alta maior, porém, deve-se à inflação. É que o salário mínimo é reajustado pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), um indicador de inflação criado para medir o impacto do aumento dos preços na vida de quem ganha até cinco salários mínimos. 

Por lei, o salário mínimo deve ser reajustado pela inflação acumulada do ano anterior – e ela subiu bastante em 2021. Segundo o Ministério da Economia, a previsão é de que o INPC encerre 2021 com aumento de 10%. Por isso, o reajuste do salário mínimo de 2022 será maior –é uma forma de compensar a perda de poder de compra da população. 

Entenda, abaixo, mais detalhes sobre o aumento do salário mínimo.

Salário mínimo de 2022: valor ainda pode mudar
No projeto inicial do Orçamento, enviado ao Congresso em agosto de 2021, o salário mínimo seria de R$ 1.169. Com o aumento da inflação, porém, esse valor foi revisto para R$ 1.210. Mas ele ainda pode mudar. 

Em primeiro lugar porque, mesmo com a aprovação do Congresso, o Orçamento ainda precisa ter a aprovação final do Presidente da República. E, mesmo com essa aprovação final, o valor pode sofrer alguma alteração, dependendo de quanto, de fato, fechar a inflação neste ano. 

É que o reajuste foi calculado em cima de uma previsão, de uma projeção de quanto vai fechar o INPC em 2021. Mas o percentual efetivo da inflação só será conhecido em janeiro. Se for maior que 10%, o salário mínimo pode sofrer um novo reajuste.

Mas até agora tudo indica que o INPC – a inflação da baixa renda que reajusta o mínimo – fechará o ano ao redor dos 10% mesmo. Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o INPC já acumula uma alta de 9,36% de janeiro a novembro de 2021.  

Ou seja, na prática, o novo valor do salário mínimo apenas repõe a inflação e não garante aumento real (acima da inflação) aos trabalhadores. 

O que muda na sua vida?
A alta anual do salário mínimo tem como principal função garantir o poder de compra da população. Ou seja, o reajuste precisa, pelo menos, cobrir a inflação.   

O salário mínimo nacional é a base para a remuneração dos trabalhadores com carteira assinada do país – é um piso mínimo. Se ele sobe, o salário de quem tem registro em carteira também sobe obrigatoriamente. 

Além disso, ele é a referência para os benefícios do INSS. Então, se você é aposentado ou pensionista, vai receber o mesmo aumento que for aprovado. 

Os servidores públicos têm seus salários atrelados ao salário mínimo nacional. Quem é servidor federal, ou seja, é concursado em instituições federais, recebe o aumento proporcional à alta do salário mínimo nacional. 

Servidores estaduais e municipais também são afetados pelo reajuste do mínimo nacional, mas alguns estados têm os seus próprios pisos locais – é o caso de São Paulo, por exemplo. Ainda assim, esses salários mínimos locais não podem ficar abaixo do salário mínimo nacional, e o aumento do valor nacional influencia o aumento dos valores locais.



(Foto: Reprodução)

João Oliveira, Wenceslau Guimarães - Bahia


Fonte: blog nubank

quarta-feira, 22 de dezembro de 2021

Presidente sanciona lei que destina R$ 300 milhões para o auxílio gás




O presidente Jair Bolsonaro sancionou hoje (22) o projeto de lei que abre crédito especial de R$ 300 milhões para custear o auxílio gás.

Os recursos vão ajudar famílias de baixa renda na compra do gás de cozinha com o equivalente a 40% do preço do botijão. A matéria foi aprovada no Congresso Nacional na semana passada.

Segundo o governo federal, a previsão é que o benefício alcance mais de 5 milhões de famílias de baixa renda em todo o país.

Serão beneficiadas famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), com renda familiar mensal per capita menor ou igual a meio salário mínimo, ou que morem na mesma casa de beneficiário do Benefício de Prestação Continuada (BPC).

O auxílio será concedido preferencialmente às famílias com mulheres vítimas de violência doméstica sob o monitoramento de medidas protetivas de urgência.

A preferência de pagamento será para a mulher responsável pela família. O auxílio do programa Gás dos Brasileiros deve ser concedido a cada bimestre.




(Foto: Reprodução)

João Oliveira, Wenceslau Guimarães - BAHIA



Fonte: https://marcoscangussu.com.br/interna/presidente-sanciona-lei-que-destina-r-300-milhoes-para-o-auxilio-gas

segunda-feira, 4 de outubro de 2021

Redes sociais pertencentes ao Facebook: Whatsapp, Facebook e Instagran estão fora do ar desde o meio dia de hoje

Da redação

Foto: Pixabays

Hoje 04, por volta do meio dia uma instabilidade retirou do ar as redes sociais pertencentes ao Facebook, incluindo o aplicativo de mensagem Whatsapp.

A situação causou suposições de todos os tipos: ataque racker, corte de cabos submarino... O certo é que quem depende exclusivamente das plataformas para comunicação ou para trabalho ficou sem ter o que fazer. Em Wenceslau Guimarães muitas pessoas pensavam se tratar de problema na conexão de internet e acionaram as empresas do setor para esclarecimento. O que causou o problema ainda é desconhecido por todos. Em comunicado a empresa informou que está investigando o problema que aparentemente é global.

Existem fortes suspeitas que o problema seria de DNS (Domain Name System) ou Sistema de Nomes de Domínios.

quarta-feira, 15 de setembro de 2021

Prefeitura Municipal de Wenceslau Guimarães realiza Mutirão de exames para prevenção e tratamento de doenças oculares graves.

 


Governo lança programa habitacional para profissionais de segurança

Foto: Agência Brasil


Policiais civis, militares, federais e rodoviários, além de bombeiros, agentes penitenciários, peritos e guardas municipais, terão subvenção financeira concedida pelo governo federal e condições diferenciadas de crédito imobiliário para aquisição da casa própria.

É o que prevê o Programa Nacional de Apoio à Aquisição de Habitação para Profissionais da Segurança Pública, o Habite Seguro, lançado nesta segunda-feira (13), em cerimônia no Palácio do Planalto, com a presença do presidente Jair Bolsonaro, ministros e parlamentares.

"A casa própria, mais que um sonho, é uma necessidade para todos nós", afirmou o presidente em seu discurso. "A casa própria é algo que realmente nos liberta, nos dá paz para trabalhar", acrescentou.

MP-BA recomenda que SEC-BA adote maior transparência na divulgação dos concursos públicos

Foto: BocãoNews



O Ministério Público da Bahia (MP-BA) recomendou à Secretaria Estadual de Cultura (SEC) que adote maior transparência nas comunicações relativas a concursos públicos, em especial o edital nº 21/2019 – Setorial de Literatura 2019. Além disso, a pasta deve conceder aos candidatos inscritos prazos razoáveis para eventuais alterações de projetos, além de disponibilizar em e-mails cadastrados as atualizações e solicitações pertinentes.

Segundo o promotor de Justiça que acompanha o caso, Pedro Paulo Vilela, “Os concursos devem se realizar com a maior transparência possível, com ampla divulgação de seus editais, portarias, avisos, comunicados e quaisquer outros expedientes relacionados”, destacou o promotor de Justiça.

No documento de recomendação, o MP sugere ainda que a Secretaria Estadual de Cultura prorrogue o prazo do comunicado de nova alteração do edital nº 21/2019 – Setorial de Literatura 2019, que foi divulgado no dia 1° com prazo até dia 11 deste mês, disponibilizando o novo prazo no portal e também nos e-mails dos participantes.

“O concurso público é regido pelos princípios da isonomia, impessoalidade, moralidade e eficiência, sendo a forma mais democrática de ingresso no serviço público, e, por conseguinte, deve ser livre de qualquer tipo de influência, apadrinhamento e perseguições. Tem que ser realizado com lisura para possibilitar o ingresso do candidato mais preparado intelectualmente, psicologicamente e fisicamente, caso seja necessário, para o cargo”, destacou o promotor de Justiça.

Por Bocão News - conteúdo

INFORME PUBLICITÁRIO